terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Saudade

Sim! Quero senti-la em toda sua grandeza!
Quero cantá-la, abraçá-la, andar de mãos dadas.
Exijo que me faças companhia.
Que subas nas mesas comigo e grite a plenos pulmões: Estamos juntos!
Saudade, minha companheira e minha salvação.
Tua presença me faz humano.
Tua presença me faz forte.
Tua presença me faz eu.
Saudade de mim mesmo.
Que os outros fiquem com as suas.

3 comentários:

GARIBALDI disse...

Essa é antiga...encontrei numa caixa aqui em casa....mas tá valendo pros dias atuais....hehehehe

FLORCUBA disse...

MIEDO...
a encontrarte caminando en la calle...
y me mires a los ojos.
MIEDO...
a que aparezcas en mi sueños...
despertandome.
MIEDO...
a llamarte...
pidiendo ayuda.
MIEDO...
a invocarte...
y te hagas PRESENTE!!
MIEDO...
MIEDO de TI....
mi querida conciencia...
mi abandonada RAZÓN!!!

GARIBALDI disse...

Lindo poema!!!!! Beijos, Flor.